Compositores Atuais x Composições Atuais

Essa postagem surgiu devido a uma dúvida de um leitor, e que talvez seja uma dúvida de várias pessoas, estudantes ou não.

Leia a pergunta abaixo:

"Mestre, eu gostaria que o senhor escrevesse sobre a sua visão sobre criação na musica classica,como disse,são duvidas q tenho que não consigo compreender o porque,gostaria de saber sua visão sobre as novas criações,pq praticamente parecem nao existir,me desculpe se estou falando besteira,mas parece q todos se prenderam apenas aos grandes e antigos compositores e hj em dia vejo muitos mais interpretes do que criadores(como disse sou leigo no assunto,pode talvez existir grandes compositores atuais ,mas que seja dificil de saber por nomes rsrs).Abraços."

Minhas considerações:
  1. Quanto a novos compositores...Sim, há vários compositores atuais, e acredito que esteja crescendo em quantidade, porém, penso eu, duvido da qualidade de muitos;
  2. Atualmente, compositores famosos são aqueles que sempre estão aparecendo seu nome em revistas, publicações, em rádios, etc....
  3. Não necessariamente ser famoso é fazer boa música. O contrário também não vale, fazer boa música e não ser famoso. Temos de tudo;
  4. Aliás, essa é uma questão de pós-doutorado!!!!! rsrs E ficaríamos aqui discutindo diversas coisas...
  5. Acredito que a música evoluiu, tanto quanto outras artes, mas o nosso ouvido não evolui (evoluir?!) tanto quanto as novas concepções técnicas introduzidas nas composições;
  6. Coloquei propositadamente a pergunta "Evoluir?!" pois não acredito que só porque haja novas técnicas isso seria uma evolução;
  7. A música deve ser Entendida ou Sentida? Pra mim, vale ambas as coisas;
  8. Do que adianta criar uma técnica de composição se não há emoção na música, ou se a música não é agradável?
  9. Deveríamos abandonar tudo que outros compositores antigos (não atuais) conquistaram? Pra mim... Não. Devemos usar tudo em prol da "boa música";
  10. Mas o que é Boa Música?
  11. Na minha opinião, desde o início do século passado a música clássica tem se distanciado muito do ouvinte, e por isso o ouvinte começou a deixar de ter interesse nesse tipo de música, pelo menos nas músicas mais atuais;
  12. Devido ao item acima, e depois da II Guerra Mundial, a música de entretenimento começou a ganhar mais espaço, o que favoreceu as músicas não-clássicas (ou eruditas, ou que nome for);
  13. Pra mim, utilizamos o nome de música erudita erradamente.... acredito que o compositor é que deveria ser "erudito", ou seja, não faria música apenas por "auto-sentimento", de ouvido (como alguns falam, eu mesmo já caí nisso), mas sim, baseado em estudos e análises musicais;
  14. Com a perda de interesse das músicas clássicas, ela perdeu espaço na mídia, e então os compositores também começaram a perder espaço na mídia;
  15. Quem é mais reconhecido, e mais bem pago, quem Executa ou quem Cria????
  16. Essa não é a primeira vez na história da música que esse tipo de distanciamento acontece... somente a história, talvez daqui há uns 200 anos, é que saberemos mais sobre a atualidade.




Concluindo: acredito que os compositores atuais deveriam novamente conquistar os ouvintes, utilizando tanto técnicas novas, quanto técnicas "antigas".



Aproveite e leia estes dois artigos, um fazendo contra-ponto ao outro: "Da música clássica contemporânea I" e "Da música clássica contemporânea II"


E você, qual a sua opinião?

editar post

CONHECIMENTO VIP

Já pensou em receber conteúdo exclusivo?
Então assine abaixo. É grátis!




Não realizamos spans.



7 comentários :

  1. Achei interessante este site e também esta postagem. Encontramos muitos sites de música clássica de outros países que abrem espaço gratuito para novos compositores postarem suas obras. Isso ajuda a ter uma noção de que muitas pessoas ao redor do mundo continuam criando música clássica, tanto alguns com conhecimento erudito quanto apreciadores com conhecimento musical básico.
    No entanto, no Brasil, o mais complicado ou preocupante é que é extremamente raro, talvez inexistente, este tipo de espaço. Alguns compositores brasileiros até recorrem a estes sites estrangeiros, provavelmente por não ter chances de divulgação nacional. O que um compositor brasileiro de música de concerto, que não tem contato com grandes intérpretes, poderia fazer para expor e divulgar seu trabalho?

    ResponderExcluir
  2. Oi anônimo,

    Obrigado em agradecer pelo site. É uma pena que meu tempo, que está atarefado em outros projetos, não esteja rendendo tanto como eu gostaria.

    Quanto ao espaço dado a compositores atuais.... realmente... é escasso, ou mesmo quase nulo.

    Mesmo existindo sites que permitam compositores postarem suas obras, isso não significa que eles estão alcançando o público em geral, ou o público de seu interesse.

    Isso é algo realmente complicado.

    Eu mesmo tenho um pequeno, mas muito pequeno, círculo de fãs!!! rs

    Já tive um site pessoal onde coloquei algumas músicas minhas e retirei-o do ar. Penso agora em retorná-lo, com outro formato, incluindo no meu outro blog: componist.blogspot.com

    Existe um site legal que inclusive coloquei duas músicas minhas: http://www.calleres.net/novoscompositores.html

    Um dos projetos que tenho é sobre exatamente isso: dar oportunidades aos novos compositores... Em outra oportunidade falarei sobre isso!

    Mas fiquei na dúvida sobre uma coisa: você também é um compositor?

    abraços,

    ResponderExcluir
  3. William Goulart Castro19/11/2010 01:39

    Olha eu de novo... Um minuto depois do primeiro comentário, lá vem o segundo!... É que temos que aproveitar os poucos momentos de folga pra falar, não é?... Principalmente porque é raro encontrar um colega compositor com quem dialogar... Pelo menos pra mim é raro... Bem, eu não sou o Mr. Anonymous não, mas, apesar de estar estudando há pouquíssimos anos, eu já compus algumas peças para piano, que é o instrumento que estudo. Mas decidi "me proibir" de compor por uns tempos para dedicar o máximo de horas que eu puder ao estudo das diciplinas básicas. Por ora estou estudando harmonia, e felizmente estou prestes a conseguir uma oportunidade de testar os conhecimentos adquiridos, fazendo a harmonização de alguns hinos religiosos para uma igreja. Sinceramente, seria muito bom ver uma harmonia mais rica revivendo nas igrejas!... É um sonho, mas não custa sonhar!

    ResponderExcluir
  4. Olá adorei teu blog. lindo mesmo parabéns. Faça uma visitinha ao nosso e seja mais um membro, você é nosso convidado especial. http://poetarenatodouglas.blogspot.com/

    Abraços!

    Renato Douglas

    ResponderExcluir
  5. Olá William,

    Nunca se proiba a compor! rs

    Brincadeira... realmente, estudar harmonia, formas, etc., é a melhor coisa antes de nos aventurarmos a compor.

    Eu tb tenho algumas peças sacras, podemos trocar figurinhas. Mande um e-mail para mim com algumas peças suas.

    Renato,
    Obrigado pelo elogio. Vou dar uma olhada com calma o seu site. Quem sabe vc não cria um poema para eu musicalizar?

    []s

    ResponderExcluir
  6. luis merces19/06/2014 19:49

    sou um novo compositor mas concordo plenamente com o facto de a musica ter de possuir sentimento beleza e um pouco de técnicas antigas. eu próprio estou também ja a conquistar não so alguns adultos como também jovens da minha idade e mais novos que encontram na minha musica algo agradável, com sentimento e a cima de tudo novo e belo... é o meu humilde testemunho

    ResponderExcluir