Estrutura Musical - Forma Musical - Como reconhecer as divisões das seções?

Certamente, você já deve ter ouvido falar em estrutura musical, forma musical, não é mesmo?

E também sabe da grande, ou melhor, da enorme importância de conseguirmos reconhecê-la.

Se ainda tem alguma dúvida, sugiro ver meu post sobre isso: clique aqui para ser levado ao post.

Aqui irei falar mais um pouco da estrutura da música como um todo. Como ela é construída.

E da mesma forma que fiz na música Eleanor Rigby, dos Beatles, vamos reconhecer as seções (os blocos musicais), sem dar nomes a elas.






Para mim, o iniciante precisa começar a reconhecer as divisões dos blocos, das seções musicais.

Não precisa saber ainda os nomes das seções, e nem da forma musical.

A primeira tarefa do iniciante é saber onde ocorrem as divisões das seções.

É escutar uma música e saber que existem seções e onde elas ocorrem. Só de ouvido.

No início, sem a ajuda de um guia, de um professor, pode ser difícil. Seria quase como uma adivinhação.

Por isso fiz esse vídeo, e o anterior, para que você possa se familiarizar com as seções musicais, com a estrutura da música.

Saber exatamente onde ocorrem tais divisões só de ouvi-las.

E sugiro começar com pequenas peças e posteriormente com as mais complexas.

Só depois devemos começar a aprender os nomes das seções, e da forma musical.

Realmente, conhecer os nomes e a forma nos indica exatamente como a música toda está estruturada, e isso é muito importante! Mas este deve ser um segundo passo do iniciante, e não o primeiro.



Nesse vídeo vamos partir para uma percepção de uma música mais complexa.

Falo simplesmente do Terceiro Movimento da primeira Sonata de Beethoven, em Fá menor!!!!

A forma musical dela, já adianto aqui, é o que chamamos de Allegro-Sonata, onde sua forma é estruturada em:

Exposição - Desenvolvimento - Reexposição

Não cabe nesse post explicar essa forma. Farei um outro futuramente.

Mas esses acima são os três grandes blocos que perfazem toda a estrutura desta música.

E é em cada bloco acima que reconheceremos as divisões das seções musicais.

E em cada seção musical é que construiremos as nossas frases, etc...

Veja que o compositor ao escolher uma estrutura musical, neste caso uma forma de Allegro-Sonata, já tem tudo isso na cabeça.

Por exemplo, a exposição é formada por:

Tema A - Transição - Tema B (temas secundários) - Codeta (ou tema final)

Indo mais além disso, cada tema acima, ou seção, também é formado por novos blocos menores que se juntam e se interlaçam, dentro de uma lógica.

São construções de frases que se conectam entre si, se ligam, formando um tema ou um bloco maior.

Essas ligações não são aleatórias. Elas seguem uma direção muito clara. Ficando, muitas vezes, atrelada a harmonia (a tonalidade da música e suas diversas modulações com um determinado propósito real!)

Se você quiser depois ver uma análise detalhada de uma forma allegro-sonata, veja esse meu post aqui.

Músicas mais complexas como essa nos trazem diversas informações.

É sempre bom e muito importante pararmos para analisá-las.

Espero que curta bastante esse vídeo. ok?!

abraços e até um próximo post!

Carlos Correia


editar post

CONHECIMENTO VIP

Já pensou em receber conteúdo exclusivo?
Então assine abaixo. É grátis!




Não realizamos spans.



Nenhum comentário :

Postar um comentário